« Back Record Document

Do velho ao novo regionalismo: evoluҫão das políticas conjuntas para o desenvolvimento planejado da América Latina

2014-03

LC/W.584

Incluye bibliografía.

O artigo apresenta um estudo sobre os esforços da América Latina em promover políticas para o desenvolvimento econômico, por meio da integração regional. Para tanto, é realizada uma análise sobre o velho e o novo regionalismo e suas implicações. Para uma compreensão mais aprofundada do tema, o estudo realiza uma análise da Associação Latino-Americana de Livre Comércio (ALALC) e da Aliança do Pacífico, como exemplos dos dois momentos, respectivamente. A partir da análise da literatura, constata-se uma mudança de direcionamento em relação às políticas de desenvolvimento a serem implementadas. Enquanto, a ALALC defendia o fechamento da região, por meio da industrialização por substituição das importações, a Aliança do Pacífico, busca a abertura. Os integrantes da nova iniciativa visam por meio de uma integração profunda, tornarem-se mais atrativos para investimentos e comércio de bens e serviços, a fim de se projetarem com maior competitividade, especialmente à região da Ásia Pacífico.

Introdução .-- I. A primeira fase do regionalismo, 1950-1970: o modelo de substituiҫão de importaҫões .-- II. A nova fase integracionista, 1990: o regionalismo aberto .-- III. A Associaҫão Latino-Americana de Livre Comércio (ALALC) .-- IV. A Alianҫa do Pacífico e sua proposta de funcionamento .-- V. Consideraҫões finais.

Comisión Económica para América Latina y el Caribe (CEPAL) - Biblioteca Hernán Santa Cruz

Mirian Ramirez

Biblioteca CEPAL, Edificio Naciones Unidas, Av. Dag Hammarskjold 3477, Santiago, Chile

(+56-2) 2210-2337

Desarrollado por: Aikyu-Systems